NILO GUERREIRO

quarta-feira, 26 de março de 2014

COMUNICADO ACS-CBMERJ

 A ACS-CBMERJ MONTOU 3 NÚCLEOS PARA MELHOR ATENDÊ-LO.


CONSULTORIA JURÍDICA E ADMINISTRATIVA ACS-CBMERJ
AGORA NOSSO ATENDIMENTO JURÍDICO É DE SEGUNDA A SEXTA-FEIRA 
 DR. GILBERTO/DR. ENOC
Av. Ministro Ary Franco, 109 grupo 415 – Centro de  Bangu
telefones: 2403-9819 / 9774-6964/ 7875-9763

DR. CÉSAR
Rua Senador Dantas, 75 grupo 302 – Cinelandia – Centro RJ
Telefones: 2210-1841/ 7856-5133

Nilo Guerreiro
Diretor Presidente
21  78117932
e-mail: guerreiro.nilosergio@gmail.com
Novo Endereço: Estrada RJ 99, Nº 1003
Bairro do Engenho – Itaguai – RJ
Próximo ao Trevo Mazomba


AGORA FICOU MAIS FÁCIL  ACS-CBMERJ 25 ANOS COM VOCÊ.

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

COMUNICADO

A ACS_CBMERJ representada pelo seu Presidente Nilo Guerreiro informa a todos o seu quadro social e amigos que seu departamento jurídico está com sob nova administração.

Caso precisem entrem em contato com o Dr. Evangelista no telefone 21- 2210-1841.


quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Instalada comissão para discutir regulamento disciplinar da PM e Bombeiro




  Foi realizada hoje na Assembléia Legislativa  do Rio (Alerj) a segunda reunião da Comissão Especial para discutir novos regulamentos disciplinares para a Polícia Militar e Corpo de Bombeiros presidida pelo deputado Flávio Bolsonaro. Esta comissão tem por objetivo ouvir as instituições,  entidades e associações   representativas . De acordo com o deputado Flávio Bolsonaro, a comissão quer promover um melhor convívio entre os militares sem perder de vista a hierarquia e a disciplina, pilares básicos para o bom funcionamento das instituições.
- Já há um consenso para que os regulamentos disciplinares sejam atualizados. A comissão deseja construir algo que atenda as atuais necessidades das corporações.






Nilo Guerreiro, presidente da  Associação de Cabos e Soldados do CBMERJ esteve presente juntamente  com  Reynoso Silva e  o diretor Anderson Jardim participando e sugerindo  ideias para a melhoria do regulamento.




A comissão tem o deputado Wagner Montes como Vice-Presidente e o deputado Iranildo Campos, como relator, além dos deputados Coronel Jairo e Bernardo Rossi e do deputado Altineu Cortes, como membro suplente.









quinta-feira, 26 de setembro de 2013

PEC 24, de Capiberibe, será votada na CCJ na próxima semana


Em reunião deliberativa da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), na manhã de hoje 25/9, o senador Aécio Neves (PMDB-MG) comunicou ao presidente da CCJ, Vital do Rego (PMDB-PB), que já está pronta a relatoria da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 24, de autoria de João Capiberibe (PSB-AP), e sugeriu que a mesma seja votada pela Comissão. Aécio é relator da proposta que cria o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Segurança Pública. O presidente da CCJ acolheu a solicitação e garantiu que a PEC 24 será votada na próxima quarta-feira, 2/9.
A PEC 24 propõe que os recursos do Fundo provenham de parcelas do IPI incidente na produção de armamento e material bélico; do ICMS arrecadado da comercialização de armamento e material bélico; do ISS cobrado das empresas das empresas de Segurança Privada; da contribuição de 3% do lucro líquido das instituições bancárias e financeiras; de doações de qualquer natureza, de pessoas físicas ou jurídicas do país ou do exterior; e outras receitas a serem definidas na regulamentação do Fundo.
A proposta conta com o apoio da Associação Nacional das Entidades Representativas das Policiais Militares e Bombeiros Militares (ANERMB), da Confederação Brasileira de Policiais Civis (Cobrapol) e do Conselho Nacional de Segurança Pública, que reúne dezenas de entidades relacionadas a Direitos Humanos e a Segurança da sociedade civil.

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

PEC 300 ÚLTIMAS NOTÍCIAS...

PEC 300: Confira o que foi decidido na reunião com o presidente da Câmara dos Deputados





Deputados que compõe a base de defesa da aprovação da PEC 300, Major Fábio, Otoniel Lima, Arnaldo Farias de Sá, dentre outros, o ex deputado federal Capitão Assumção e demais lideranças do movimento se reuniram com o presidente da Câmara dos Deputados Henrique Eduardo Alves conforme o próprio presidente havia marcado para hoje, dia 17 de setembro.

Inicialmente o presidente da Câmara tentou adiar a reunião, mas após muita negociação por parte dos deputados presentes, a reunião iniciou.

O presidente da Câmara não explicitou sobre a posição dos governadores. O clima sentido segundo um dos presentes era literalmente de "barrigada", como tantas outras reuniões que foram realizadas ao longo desses 5 anos de tramitação da PEC 300.

Henrique Eduardo Alves é o terceiro presidente da casa a prometer pautar a PEC 300 e também o terceira a não cumprir sua palavra.

Inacreditavelmente puxaram o assunto da PEC 24 de autoria do senador João Capiberibe (PSB-AP) que cria o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Segurança Pública. Segundo a mesa diretora talvez seria melhor esperar a tramitação desta PEC para enfim tratar da PEC 300.

Major Fábio e Capitão Assumção argumentaram que policiais e bombeiros não aguentam esperar mais, "não aguentamos mais ser enrolados".


Frustração - Apesar do empenho de nomes como Major Fábio e Capitão Assumção,
o Presidente da Câmara dá uma nova "barrigada" na categoria. 


O Deputado Arnaldo Farias de Sá alegou que se a PEC 300 não for votada a situação tende a ficar complicada durante a Copa do Mundo em 2014.  Major Fábio disse que possivelmente a situação se complique antes, devido a insatisfação e a revolta dos operadores de segurança.

Lamentavelmente mais um presidente da Câmara dos Deputados não respeita os policiais e bombeiros do Brasil e paga pra ver a reação da classe policial.

Nova reunião foi marcada para o dia 02 de outubro.

ESTA NA HORA DA SEGURANÇA PÚBLICA DO BRASIL ACORDAR!

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

RELATÓRIO PEC 300 - BRASILIA 2013

"MAS É PRECISO TER GARRA, E PRECISO TER VONTADE E PRECISO TER FÉ.
É PRECISO TENTAR, ARRISCAR, LUTAR.
É PRECISO SONHAR ACIMA DE TUDO ACREDITAR."

                                                           FOCO FORÇA E FÉ - PEC 300 JÁ!



ATENÇÃO:
Devido a problemas na agenda do Presidente que precisou ir na posse do Procurador Geral da República ontem, Hoje, "dia 18 de setembro"  será dada  a  decisão  às 16:30 h. Vamos acreditar, lutar e não desistir. A vitória é nossa.

Liguem para Câmara 0800619619, é grátis, peça a votação da PEC 300.



sábado, 24 de agosto de 2013

ASSOCIAÇÃO DE CABOS E SOLDADOS DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO NA LUTA PELA PEC 300

20/08/2013 - ACONTECEU...
A  LUTA NÃO PARA, A LUTA NUNCA PAROU...

A ACS_CBMERJ representada pelo seu presidente Nilo Guerreiro esteve presente  no Encontro Nacional de Servidores da Segurança Pública em  Brasilia para pedir a aprovação da PEC 300 - que equipara o piso salarial de bombeiros e policiais militares do País, em segundo turno.   Após a ocupação do Salão Verde da Câmara dos Deputados, ficou decidido que seria montado uma comissão para que o Presidente da Casa Henrique Eduardo Alves os recebesse . Nilo Guerreiro e Coronel Rabelo fizeram parte da  mesa de negociações representando o Rio de Janeiro. Alves pediu aos presentes que lhe dessem um voto de confiança e propôs criar um grupo de trabalho " líderes do governo"  para discutir até 16 de setembro a proposta , no dia seguinte  cada estado escolheu um representante "fiscalizador"  que irá acompanhar  a evolução dos trabalhos  em Brasilia. Coronel Rabelo  grande conhecedor da evolução da proposta e legítimo representante  dos anseios da tropa PMERJ e CBMERJ foi escolhido pelo Rio de Janeiro   para acompanhar em tempo real as sugestões  apresentadas na mesa de negociações e assim obter uma solução definitiva sobre o assunto. Foi preciso ocuparmos o Salão verde para forçar a referida reunião com o Presidente da Casa e assim definitivamente colocarmos um ponto final nesta situação. A ACS-CBMERJ está a cinco anos buscando os entendimentos necessários para que uma vida mais digna se torne realidade.  Os profissionais da Segurança Pública do Brasil  e Pensionistas agradecem.  Parabéns Guerreiros do Rio de Janeiro que mais uma vez deixaram suas famílias em busca da dignidade em Brasilia. 















terça-feira, 23 de julho de 2013

PM é ferido com gravidade por coquetel molotov


PM é ferido com gravidade por coquetel molotov.
E tem gente que ainda se acha na razão. Atirar coquetel molotov é tentativa de homicídio. Porque ainda não enquadraram assim?
BrasilMostra tua cara. Quero ver quem paga. Pra gente ficar assim. Brasil
Qual é o teu negócio? O nome do teu sócio? Confia em mim...

Grande pátria
Desimportante
Em nenhum instante

Eu vou te trair

Não, não vou te trair...




Durante o confronto entre a polícia e manifestantes próximo ao Palácio Guanabara, sede do governo do Rio, um policial sofreu graves queimaduras e foi levado com urgência ao hospital da Polícia Militar. Nove pessoas foram detidas durante a manifestação, incluindo um menor de idade. Desses, apenas um deve ficar preso por porte de explosivo.
O agente foi atingido por coquetel molotov. Ele sofreu queimaduras no tórax.
Outros policiais também tiveram queimaduras e foram encaminhados ao hospital da corporação, no Estácio, zona norte do Rio.
A PM não informou, porém, o total de agentes feridos.
Segundo a PM, nove pessoas foram detidas, incluindo um menor, durante a manifestação nas imediações do Palácio Guanabara. Desses, apenas um deve ficar preso por porte de explosivo.
Dois dos detidos eram integrantes do grupo de mídia Ninja, que faz a cobertura dos protestos com vídeos e textos postados nas rede sociais. Os jovens foram liberados por volta das 22h. Manifestantes que ainda se encontram em frente à 9ª Delegacia de Polícia comemoraram quando ele foi solto.

COMISSÃO PEC 300 DO RIO DE JANEIRO CONVOCA TODOS EM BRASILIA 20 E 21 DE AGOSTO

Dia 19 de agosto estaremos saindo do Rio de Janeiro em uma Comissão representando os Servidores da Segurança Pública do nosso estado rumo à Brasilia. Este encontro será a nível nacional, onde aproximadamente  90% dos estados estarão presentes para exigir a votação em segundo turno da melhoria salarial da classe. Já são 5 anos de luta, de idas e vindas a Brasilia e desta vez vamos exigir uma conduta mais respeitosa dos nossos representantes políticos em Brasilia e  uma definição.

Existe hoje tramitando em Brasilia a PEC 300, muito conhecida por Políticos e já com votação favorável em primeiro turno, esta PEC acabou sendo aglutinada com a PEC 446 e criou-se na ocasião uma nova proposta de fixar um piso remuneratório para servidores da segurança pública ativos, inativos e pensionistas de R$ 3.500 para o menor cargo ou graduação, seguindo uma tabela de escalonamento vertical.  Ao longo de sua tramitação a PEC 300 foi sofrendo alterações e a proposta prevê a criação de um piso salarial, cujo valor será definido por uma lei federal num prazo máximo de  de 180 dias após a publicação da PEC e também de um fundo para subsidiar o aumento de despesas decorrente da aprovação da emenda. Em paralelo existe a PEC 24 que tramita hoje na CCJ ( Constituição de Comissão e Justiça), onde o relator da proposta  é o Senador Aécio Neves. A previsão é que esta PEC seja votada agora. A PEC 24 cria condições financeiras para melhoria da capacitação, equipamentos e instalações de força de segurança em todo o Brasil. Pela proposta, os recursos serão arrecadados pela União, mas geridos pelos estados. Ou seja. União arrecada e transfere. "A União é eficiente na arrecadação. A ação pública no país que pega 100% dos brasileiros é o imposto". O recurso, assim, será administrado pelos conselhos estaduais de segurança.

O Fundo será constituído por parcela do IPI (incidente na produção de armamento e material bélico; parcela do ICMS arrecadado da comercialização de armamento e material bélico; parcela do ISS cobrado das empresas das empresas de Segurança Privada; Contribuição de 3% do lucro líquido das instituições bancárias e financeiras; doações de qualquer natureza, de pessoas físicas ou jurídicas do país ou do exterior; e outras receitas a serem definidas na regulamentação do Fundo.